quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

IFPB foi pedido do PMDB de Santa Luzia diz Chicão


Na tarde desta quarta-feira (27), o deputado federal Hugo Motta (PMDB-PB) protocolou, na Mesa da Câmara dos Deputados, requerimento de indicação ao Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, para a instalação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPB), no município de Santa Luzia-PB.

Segundo Francisco Ferraz, o Chicão, o requerimento do IFPB foi um pleito apresentado pelo PMDB de Santa Luzia que, segundo ele, sempre defendeu o ensino técnico profissionalizante oferecido aos jovens santaluzienses. Chicão disse, ainda, que esse é o resultado da audiência que aconteceu no último sábado, 24/02,  entre a direção do PMDB e o deputado federal Hugo Motta. Além do IFPB, foi solicitada a ampliação do programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal para atender mais famílias carentes e também ações para amenizar o sofrimento da população em razão da seca.

“A imprensa local disse que Hugo Motta veio para Santa Luzia com o objetivo de acabar a candidatura de deputado estadual defendida pelo PMDB o que não é verdade. Ele veio para debater com o PMDB de Santa Luzia ações que pudessem melhorar a vida da nossa gente. E a reunião teve seus efeitos”Afirma Chicão


SOBRE AS ELEIÇÕES DE 2014

Chicão disse que, na audiência, foi colocado a Hugo Motta que  o PMDB está discutindo a possiblidade de lançar um candidato a deputado estadual. “Ele até incentivou e achou melhor que o Vale lance um nome e, quem sabe, até para fazer uma dobradinha. Mas aquestão não está fechada. Apenas mencionaram o meu nome para ser o candidato, porém, o PMDB tem outros nomes e isso ainda será discutido” diz Chicão. 

O presidente assegurou que as discussões estão bem avançadas e é muito provável que o PMDB de Santa Luzia apresente um candidato a deputado estadual natural da região. Chicão não se coloca como candidato e nem indica nomes, mas todas as conversações apontam para o seu nome como o representante de Santa Luzia e do Vale do Sabugi. 
CONTINUE LENDO ►

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Comissão da verdade se reune para analisar caso de Santaluziense morto durante ditadura militar

Santaluziense morto durante a ditadura militar é tema de audiência da comissão da verdade. José Maria de Araújo, que era da Marinha, filho ed Dona Lia Ferreira e irmão de Paulinho do CAfé Cultura. Acompanhe agora, ao vivo, a transmissão da referida audiência.(Use o Internet Explorer) selecione o CANAL AUDITÓRIO TEOTÔNIO VILELA

http://www.al.sp.gov.br/a-assembleia/tv-web
CONTINUE LENDO ►

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

O fícus do Senhor



Escrevendo outro dia a um velho amigo me ocorreu lembrar que os animais se domesticam facilmente com um chicote na mão direita e um torrão de açucar na esquerda. Os vegetais querem tesoura e estrume. (...)
Para uns é preciso que o chicote entre na carne, para outros basta que sibile no ar - para muitos basta que o chicote exista. Uns se jogam de quatro para lamber farelos de açucar preto, outros recebem com ares de dignidade alvos tabletes refinadíssimos, uns se limitam a ficar mansos, outros aprendem proezas e dão espectáculos graciosos. (...) E a floresta magnífica de homens se muda em praça paris com sofás de fícus e caixas de pó-de-arroz de fícus, guarda-chuvas de fícus, toda uma alucinação idiota de formas obedientes e escravas - de fícus.
Cortais a tesoura e serrote as folhas e palmas de uma palmeira, cravai-lhe no tronco o machado - ela não vira borboleta, nem vaso, é uma palmeira que morre, uma coluna partida, pois a árvore mutilada guarda a dignidade de árvore. (...) Há homens assim. Há os que se adaptam mas não se acostumam, se submetem mas não se servilizam, os vencidos jamais convencidos. E há os fícus. Os que poderiam ser gigantes, e gostariam de ser gigantes e sentem com amargura e revolta o primeiro corte da tesoura. Mas o tempo passa, a vida é curta e a tesoura é certa. Então o desgraçado já não espera a tesoura. Ele mesmo fica sendo sua própria tesoura. (...)
Que as forças mais profundas da terra se revelem numa espantosa arrebentação, num terramoto de raízes revoltadas, e a floresta dos homens se embeba com os uivos do vento e as águas da tempestade, e se contorça e se enfureça num bracejar medonho de galhos subitamente libertados e caia por terra, pisado, esmagado, o rei da tesoura e do estrume, do chicote e do torrão de açucar.»


Rubem Braga, Um pé de milho (1946)
CONTINUE LENDO ►

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Um deputado de Santa Luzia: muitos nomes e muitos desafios




Vi esta semana uma postagem sobre o anseio de algumas pessoas em ter um deputado natural de Santa Luzia ou do Vale do Sabugi. Vou dizer o que eu penso sobre a questão: é necessário que tenhamos, da nossa região, um deputado estadual e temos muitos nomes, porém, há muitas dificuldades que precisam ser superadas.

Se estudarmos o caso veremos que Santa Luzia dispõe de muitos nomes, pessoas muito boas, que se destacam em suas profissões, na família, mas que, no cenário político, talvez não consigam mobilizar a força e os votos necessários para dar ao Vale a possibilidade de ter um representante. Os quase 30 mil votos do Vale não bastam para eleger alguém, porém, contar com a maioria deles é fundamental para aumentar as chances.

Vou citar alguns nomes que, é bom advertir, não falaram sobre esta questão e eu nunca entrei em contato pessoalmente para perguntar sobre o assunto. Eu estou apenas conjecturando o que poderia ser o xadrez político de 2014.

Chicão é o primeiro a ser cotado. O líder do PMDB local, tem carisma, autoridade e legitimidade para ser candidato, mas teria que se afastar de Hugo Motta e Nabor - propenso candidato do clã Motta para Assembléia. Além disso, a família não demonstra simpatia com a volta de Chicão às disputas eleitorais dados os problemas de saúde recentes.

Dr. Heudinho é um dos mais carismáticos da nova geração. Tem uma vasta rede de relações na capital e no auto sertão. Sua atuação na capital é muito forte e muitos santaluziense vão ao seu encontro lá. A sua desistência de ser candidato a prefeito em 2008 ainda não foi compreendida e esquecida. Tem muitas perguntas que ele precisa responder... Ainda assim é querido na cidade.

Bivar Duda, liderança sindical que teve três mandatos de vereador, foi o candidato a deputado estadual mais votado em Santa Luzia em 2010 batendo Francisca Motta e Assis Quintans que tinham como cabos eleitorais  Chicão, Jackson e Dr. Heudinho, de um lado, e Ademir Morais do outro. O problema está no abandono do diretório municipal pelo diretório estadual que tem priorizado João Pessoa. Estando sem mandato piora ainda mais a situação. No PT de Santa Luzia outros nomes, que poderiam ser candidatos, estão dispersos ou desinteressados da questão.

Noutro extremo, está Ademir Morais, que já disse que não será candidato. Ele já foi deputado e, depois de um mandato acima da média de seus mandatos anteriores, em 2013 luta para alavancar seu último mandato de prefeito que já começou com falhas e engessado.

Efraim Morais (o pai) que está sem mandato é do Vale do Sabugi, mas a vaidade não lhe permite retroceder mais do que já retrocedeu e, por isso, deve figurar como vice governador ou mesmo senado. Há quem diga que ele sairá pra estadual, mas não é o que parece.

Dr. Galileu, que já foi candidato, é cotado para ir novamente para disputa. Em 2010 não teve palanque para subir aqui no Vale, entretanto, é jovem, ocupa função importante na saúde pública do maior hospital de João Pessoa e está trazendo sua família novamente para política.


Demazinho foi candidato em 2010, mas a votação obtida foi inferior ao que anunciava na mídia. Além disso, acaba de sair de uma derrota nas eleições municipais de 2012 em Várzea. Perdeu o cargo no governo Ricardo Coutinho.

Dr. Chagas, figura muito carismática de São Mamede, poderia emplacar. Entretanto, sua maior luta tem sido se justificar de inúmeras acusações e conter o crescimento da oposição em seu município.

Há quem diga que Joácio Morais e seu filho dr. Neto estão voltando à cena partidária este último já instalado em Santa Luzia. Poderá se filiar ao DEM de Santa Luzia e ser candidato. Não sabemos...

Entendam, aqueles que foram citados, que não apontei defeitos, mas apenas desafios que precisam ser vencidos para o sucesso. Queremos muito um nome de Santa Luzia na Assembléia, que não seja somente para constar nos anais da história, mas que seja um lutador em favor do nosso povo. Eu queria, para encerrar, que algum chegasse lá e fosse atuante para que eu pudesse escrever no blog que eu estava errado. Quem será o autor da proeza?
CONTINUE LENDO ►

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Sindicato dos Trabalhadores rurais realiza reunião para lançar programa de construção de cisternas



O sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santa Luzia - PB, realiza logo mais as 09:00h na Câmara Municipal uma reunião com agricultores familiares para lançar o programa de construção de cisternas de placas no municipio de Santa Luzia.


A reunião conta com a presença de técnicos do PROPAC órgão ligado a diocese de Patos com quem o STTR mantém parceria desde 1993, de inicio serão construidas 41 cisternas na área rural e o restante me uma segunda etapa ainda esse ano.


Para Bivar Duda presidente do STTR/SL "essa é uma prova que o sindicato luta não só pelos direitos dos trabalhadores, mas, também pelo seu bem estar e por uma vida digna, construir cisternas de placas é tão somente garantir água de boa qualidade para as familias e ainda aproveitar a água das chuvas para o consumo humano, estamos nessa luta a muitos anos, fomos nós do Movimento popular e sindical que trouxemos as primeiras cisternas de placas para Santa Luzia, ainda na década de 90", finalizou Bivar.
CONTINUE LENDO ►

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Sumé vai ganhar agência do SENAI

Depois de João Pessoa, Bayeux, Guarabira, Campina Grande e Sousa, a cidade de Sumé no Cariri Paraibano será a próxima a ganhar uma Unidade do SENAI. Nesta quinta-feira, dia 21 de fevereiro, o presidente da FIEP, Francisco Benevides Gadelha, e a Diretora Regional do SENAI, Gricélia Pinheiro inauguram a nova Unidade, às 17h.
 
A Unidade descentralizada receberá o nome do mecânico “Manoel Barbosa da Silva”, em homenagem ao paraibano de São José dos Cordeiros que muito contribuiu com a profissionalização dos jovens de Sumé, ensinando a arte da mecânica.

O mecânico faleceu em abril de 2005, e ficou conhecido por criar e montar objetos excêntricos, como o boneco que trabalhava empurrando o cata-vento na fachada de sua oficina, bonecos dançando na frente de sua rural ou de seu fusca durante os festejos de carnaval e outras engenhocas.
 
A Unidade “Manoel Barbosa da Silva” vai realizar ações voltadas para Educação Profissional e Serviços Técnicos e Tecnológicos visando atender a cidade de Sumé e toda a região do Cariri. Será oferecido também, o curso Instalador Elétrico Residencial I, fruto do convênio do Departamento Nacional com a Empresa Schneider Electric e o curso de Costureiro Industrial do Vestuário (Moda Íntima), na modalidade de Qualificação Profissional.
CONTINUE LENDO ►

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Salve-me enquanto posso ser salvo! “Diria o açude novo...”




81 anos após a inauguração, se pudesse falar, o açude talvez dissesse: “Salve-me enquanto posso ser salvo”. Não sou a  primeira e única voz a gritar por socorro para o nosso açude José Américo aqui em Santa Luzia. Na verdade já existe até um abaixo assinado eletrônico pedindo a limpeza da área do açude.
O que acontece, entretanto, é que a situação do açude atualmente é desoladora e deplorável. A chamada área de inundação, aquela que precisa estar limpa para armazenar a água com qualidade, está suja, cheia de arbustos e árvores e arbustos como turcos, algarobas etc. O açude, cuja administração é de responsabilidade do DNOCS, está agonizando a espera de alguém que faça alguma intervenção.
Se é verdade que é contra a lei ocupar e desmatar as áreas de proteção ambiental do açude, também é verdade, que não fazer um plano de desmatamento e limpeza constitui uma falta segundo a lei 3.824, De 23 de Novembro de 1960 que diz:
“Art 1º - É obrigatória a destoca e consequente limpeza das bacias hidráulicas, dos açudes, represas ou lagos artificiais, construídos pela União pelos Estados, pelos Municípios ou por empresas particulares que gozem de concessões ou de quaisquer favores concedidos pelo Poder Público.”
O segundo artigo da referida lei possibilita  a demarcação de área e de vegetação que pode ser desmatada: “Serão reservadas áreas com a vegetação que, a critério dos técnicos, for considerada necessária à proteção da ictiofauna e das reservas indispensáveis à garantia da piscicultura.” Portanto, é responsabilidade do DNOCS fazer a “remoção da cobertura vegetal da área da bacia hidráulica, com fins de manter o padrão de qualidade da água a ser acumulada” (BRASIL, 2005:91).
Em entrevista em rádio local e em  reportagem do site Sertão1 com data de 18 de maio de 2012, a funcionária do DNOCS em Santa Luzia disse que havia enviado ofício à Coordenadoria Estadual do DNOCS solicitando reforma do “balde” do açude. Diz a reportagem “A chefe do DNOCS de Santa Luzia disse que já solicitou uma reforma na parede do balde do Açude e que o prefeito de Santa Luzia já se prontificou a realizar a parceria e irá em breve começar o trabalho.”
O que incomoda é a falta de informação sobre este processo e a demora para começarem os estudos da fauna e flora local para elaboração do plano de conservação e uso do reservatório. É urgente e necessária a manutenção do nosso açude que completou, ano passado, 80 anos de sua inauguração, inclusive, à época, com a presença de Getúlio Vargas segundo Bartholomeu de Medeiros.
De minha parte  tomo algumas providências: (1) divulgar este texto para provocar o debate e estimular as iniciativas; (2) encaminhar este textos às autoridades com as quais tenho contato tais como Frei Anastácio e Luiz Couto; (3) economizar água e não jogar lixo no açude e em qualquer lugar impróprio e (4) abrir meu blog para quem quiser usar este espaço. E os senhores e senhoras o que farão?
 

Fontes:
Brasil. Ministério da Integração Nacional. Secretaria de Infra-Estrutura Hídrica. Unidade de Gerenciamento do Proágua/Semi-arido. Diretrizes ambientais para projeto e construção de barragens e operação de reservatórios. / Ministério da Integração Nacional,  Secretaria de Infra-Estrutura Hídrica, Unidade de Gerenciamento do Proágua/Semi-arido. – Brasília : Bárbara Bela Editora Gráfica e Papelaria Ltda., 2005. Disponível em http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=cdeb7974-a748-495e-ac46-90bccf5938f6&groupId=10157

Brasil. Lei 3824/1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/1950-1969/L3824.htm

http://zeaderivaldo.blogspot.com.br/2012/12/radialista-faz-campanha-pela-limpeza-e.html#.URu1_WeFmt8
MAGELLA, Ronaldo. açudeslhj. In Sertao1. Imagem 1
_________________.  peixessl. In Sertao1. Imagem 1

 

CONTINUE LENDO ►