domingo, 24 de março de 2013

Internautas querem São João de quatro dias e com bandas de nome nacional

Realizei uma enquete no blog sobre como os internautas esperam que seja o São João 2013 tendo em vista a situação da seca que demanda revisão das prioridades na distribuição dos recursos públicos.  Perguntamos se o internauta era a favor da realização do São João por 4 dias com bandas do tipo das que vieram em 2012 (Dorgival Dantas, Rita de Cássia...)?

A resposta foi um sonoro sim com 61% das opiniões contra 38%  dos internautas que não querem quatro dias de festa com bandas do tipo das que estiveram por aqui em 2012.

Fizemos uma segunda pergunta sobre como deveria ser o São João. Nas respostas encontramos 33% que querem 4 dias com bandas de nome nacional. Mas há 19% que preferem que sejam reduzidos o São João mantendo grandes bandas do circuito de forró eletrônico.  9% desejaram  os festejos juninos com quatro dias e somente atrações locais.  19% preferem que seja dois dias com atrações somente locais e 19% não querem nenhuma festividade de rua.



A mensagem que a enquete deixa é que a seca não é problema  para realização dos festejos juninos – na opinião dos internautas. Eles, em sua maioria, preferem as grandes bandas o que implica um orçamento mais elevado em detrimento das outras prioridades. Se consideramos dois grupos que responderam às questões, temos 38% que querem somente atrações locais havendo apenas a discordância da quantidade de dias como vimos acima.

Os festejos populares como  o São João são uma importante dimensão da vida cultural de um povo e que, portanto, mesmo nos anos de situações extremas, como a seca, a população espera sua realização. O problema é quando estas situações são usadas para desvio de dinheiro, favorecimento político através de contratos “facilitados” e outros “arranjos contábeis” gerando interrupção no financiamento de outros serviços básicos.

O São João de Santa Luzia, eu já escrevi isso há uns dois anos, é patrimônio artístico-cultural da Paraíba – embora ainda não devidamente tombado. Deve, portanto, ser realizado este ano, mas com o reconhecimento de que os seus gastos devem ser bem definidos considerando outras demandas como a de água. O povo merece e vai ter o São João. Só não pode ter os outros serviços públicos,  inclusive o abastecimento de água, parados em função do financiamento dos festejos juninos.
CONTINUE LENDO ►

domingo, 17 de março de 2013

Enquetes querem saber opinião de internautas sobre São João 2013

Caros amigos e amigas leitores de nosso blog, estamos lançando duas enquetes sobre  o São João 2013 em Santa Luzia. Queremos saber a opinião dos internautas sobre a realização dos festejos juninos deste ano.

Ano passado, tivemos como atrações: espora de Ouro, Ton Oliveira,, Flor da Pele, Brasas do Forró Banda Feras, Forró Pegado, Paulo Cassiano e banda Eclipse, Pinto do Acordeon, Rita de Cássia, Aleijadinho de Pombal, Cicinho Lima, Dorgival Dantas, Redondo e Banda Som do Norte Amazan.

E este ano o que esperam os internautas?  Participe e opine no painel ao lado direito de nosso blog.
CONTINUE LENDO ►

sexta-feira, 15 de março de 2013

Vamos esperar a próxima seca


Há exatos 20 anos, espeficamente em 1993, o Nordeste passara por uma grande seca. Houveram, inclusive, saques ao colégio Padre Jerônimo Lauwen. Segundo a antiga SUDENE 1.857.655 trabalhadores rurais que perderam suas lavouras foram alistados nas chamadas "frentes de emergência" naquele ano. Santa Luzia, para tentar suprir a demanda, perfurou poços em vários bairros. 2001 foi outro ano de seca sendo o prolongamento da estiagem que se alastrava desde 1998.  De seca em seca vamos sempre esperando que medidas sejam tomadas paras garantir a chamada “segurança hídriga”.
Em nível regional a transposição do São Francisco continua a paços lentos e cheios de problema. No local, os maiores mananciais estão secos e o maior problema, como eu já disse, é que a falta de manutenção, sobretudo, no açude José Américo, reduz a capacidade de acumular água e também a qualidade da água dados o assoreamento e a sujeira na área de inundação.
O que eu quero chamar a nossa atenção hoje é que, a cada ano bom de inverno, esquecemos daquilo que sofremos na seca anterior e, com isso, não nos preparamos para armazenar água com qualidade  e quantidade. A proposta não é difícil de entender e nem inédita: atendamos a demanda atual de água e, imediatamente, comecemos a trabalhar na construção de estruturas (açudes, barragens subterrâneas, cisternas, etc.) para reservas futuras.
A questão da remoção da vegetação da área de inundação do açude de Santa Luzia, parece que já se tornou uma questão que envolve a todos: já foi feito abaixo assinado pelo Batista Alves e pela Colônia de Pescadores solicitando a limpeza e o desassoreamento do açude, o prefeito afirmou que tem intensão de ajudar a fazer a manutenção do açude. Mais ainda fica muito a se fazer. A perfuração de poços em regime de emergência, a construção de mais cisternas, mesmo nas casas que já as têm, barragens etc.
Mas como? Perguntam os que leem minhas propostas. Cobrando do governo federal através de seus órgãos – DNOCS, ADENE, etc.; da secretaria de recursos hídricos do Estado. Depois, cobrando emendas parlamentares com o fim exclusivo da garantia de recursos hídricos, do seu uso racional, etc.Este é um bom tema para uma audiência pública encabeçada pelos senhores vereadores.
Vamos esperar a próxima seca? Ou vamos nos unir em torno do planejamento e da execução de ações que garantam segurança hídrica mesmo em tempos de seca. E aqui vai  o último lembrete: a luta pela água não se encerra com um ano bom de inverno. Temos que lutar para ter água e para mantê-la. É o que penso.


CONTINUE LENDO ►

quarta-feira, 6 de março de 2013

Padre Elias faz angioplastia e pode receber alta da UTI sexta feira (08)

O Padre Alexandre Soares de Carvalho, de Patos, informou através da Rádio Espinharas que o que aconteceu com o padre Elias foi realmente um infarto. Pe. Alexandre informou, também, que o padre Elias passou por dois procedimentos médicos: um cateterismo que identificou as áreas obstruídas em suas artérias e, depois, passou por uma angioplastia que é um tratamento não cirurgico que serve para desobstriuir as artérias coronárias melhorando o fluxo sanguineo.

Hoje, pela manhã, o padre Alexandre deu a santa comunhão e confirmou que o padre Elias está lúcido, regaindo bem aos tratamentos e muito ancioso para sair do hospital. O Padre Elias, por precaução e para observar os resultados do tratamento, continua internado na UTI do hospital João XXIII, mas existe a possiblidade dele ter alta da UTI na próxima sexta feira, dia 08 de março.

O Padre Alexandre tranquilizou os fiéis e disse que tudo tem dado certo e o padre Elias se recupera muito bem e só está na UTI por questão de observação. O bispo de Patos disse ontem, através de seu facebook, que foi pego de surpresa com a notícia, mas que estava rezando e dando apoio ao padre Elias que é, segundo ele, "um padre muito importante para diocese".

A Diocese não comunicou, ainda, se o Padre Elias ficará em Santa Luzia se recuperando ou em Patos assim como não definiou se haverá um terceiro padre para ajudar a administrar a paróquia Santa Luzia que, atualmente, é administrada pelo Padre Elias com a colaboração do Pe João Neto.

Ouça AQUI a entrevista do Padre Alexandre

Foto: Paróquia Santo Antonio Patos
CONTINUE LENDO ►

segunda-feira, 4 de março de 2013

Padre Elias Ramalho vai ser submetido a Cateterismo em Campina Grande

A reportagem da Rádio Espinharas, da Diocese de Patos, confirmou no final da manhã que o Padre Elias Ramalho vai ser transferido para o Hospital João XXIII em Campina Grande onde passará por um cateterismo.

A transferência vai ocorrer tendo em vista o diagnóstico de uma isquemia cardíaca (termo usado para definir estreitamentos das artérias coronárias, que levam sangue rico em oxigênio para o coração). O quadro clínico do padre é estável, no entanto, o cateterismo foi recomendado para confirmar a presença de obstruções das artérias coronárias e avaliar o funcionamento das valvas e do músculo cardíaco. Depois do exame os médicos vão definir a melhor forma de tratatamento do padre Elias. Neste momento está sendo aguardada a UTI móvel que conduzirá o padre e seus acompanhantes à Campina Grande.

Por enquanto, o padre João Neto assume as atividades da paróquia de Santa Luzia e, provavelmente, a Diocese deverá indicar outro padre para ajudar nas tarefas religiosas enquanto o padre Elias estiver em tratamento. 

Com PatosOnline 
CONTINUE LENDO ►

Paróquia Santa Luzia emite nota sobre quadro clínico do Padre Elias Ramalho

NOTA:

Neste domingo, dia 03 de março de 2013, o nosso pároco Padre Elias Ramalho esteve em missão no município de Várzea-PB, no período da manhã na cidade e a tarde no assentamento Novo Horizonte. Esteve ministrando o sacramento da confissão e a celebração da Eucaristia naquela comunidade. No término de suas atividades, o mesmo não sentiu-se bem, sendo trazido por irmãos da nossa comunidade irmã para o Hospital Sinhá Carneiro, aqui em nossa sede paroquial. Feitos os primeiros procedimentos, foi constatado uma alteração na pressão arterial, estando alta, além de uma dor e mal estar o que desencadeou na remoção para o Hospital Regional da cidade de Patos-PB.

Estando em observação, os médicos procederam o encaminhamento para a UTI devido a alteração da pressão arterial e a dor, tendo então que medicá-lo para estabilizar o quadro clínico. Foi encaminhado para a realização de uma série de exames cardíacos no próprio hospital, os quais não acusaram nenhum problema cardíaco, havendo sua remoção para clínica particular daquela cidade, para exame mais específico, o qual, também não acusou nenhum indício de problema cardíaco.
Neste momento, o nosso pároco continua em observação no Hospital Regional e continuará a fazer exames para diagnosticar o causador da dor e mal estar ocorrido nesta tarde. Estão prestando assistência membros do clero da diocese (como o Padre Alexandre) e irmãos de nossa paróquia - Adriano (MECE), Júnior (ENS), Luciano e Janicleide (funcionários da paróquia). 

Nesta segunda-feira, as atividades previstas para serem realizadas pelo nosso pároco estão suspensas (Missa pelas almas e Escola da Fé). Aguardaremos a chegada do Padre João Neto (vigário paroquial em Santa Luzia e pároco de São José do Sabugí-PB) em nossa paróquia, nesta segunda-feira, para divulgarmos outras atividades que seriam assumidas pelo pároco. Pedimos a todos que rezem pela saúde e missão de nosso pároco em nossa comunidade, além de tranquilidade no fornecimento das informações. Aproveitamos para agradecer a solidariedade de muitas pessoas que ansiosamente esperam a recuperação desse nosso irmão. 

Em clima de oração e fraternidade,

PASCOM da Paróquia Santa Luzia
CONTINUE LENDO ►

domingo, 3 de março de 2013

Padre Elias é levado para Patos com quadro de Hipertensão

Acaba de chegar a informação que o Padre Elias Ramalho, pároco de Santa Luzia-PB, deu entrada no Hospital Sinhá Carneiro com um quadro de pressão alta e dor que podem ser sintomas de pré enfarto, mas nada foi confirmado. O padre foi atendido e imediatamente transferido para o hospital regional de Patos para fazer exames mais aprofundados. Segundo informações de pessoas da Igreja, Padre Elias estava se sentindo mal durante celebração na cidade de Várzea.

Segundo informações passadas por agentes da Pastoral da Comunicação de Santa Luzia, o padre Elias foi medicado e já sente melhoras, mas ficará em observação para fazer exames e controlar a pressão arterial. Leigos que atuam nas pastorais da paróquia de Santa Luzia continuam prestando assistência no hospital e padres da Diocese também já estão presentes para acompanhar o padre Elias.

Não existem dados precisos sobre a causa do mal estar, mas pessoas que acompanham o dia a dia do Padre Elias afirmam que ele tem levado um ritmo muito intenso de trabalho para dar conta das cidades de Santa Luzia e Várzea bem como da zona rural dos referidos municípios..
CONTINUE LENDO ►